Logo Blog Nutror Action. Desenvolvido por especialistas. Pensado para você.

Como aumentar a performance cognitiva através da fortificação de alimentos e bebidas?

Cérebro

Com o surgimento da pandemia, praticamente todo mundo precisou mudar algo em sua rotina. O que ninguém imaginava é que além da própria Covid-19 outros problemas surgiriam e nos afetariam até os dias de hoje.

A mudança brusca de rotina, o sedentarismo e o isolamento social se tornaram responsáveis pelo boom nos casos de depressão, ansiedade e comprometimento cognitivo ao longo dos últimos anos em pessoas de todas as idades.

Enquanto a pandemia se dissipa, a “névoa cerebral” persiste

Estudos feitos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a Covid-19 ocasiona um processo inflamatório sistêmico muito importante, que por consequência agride o sistema nervoso central.

Os sintomas mais observados atingem um espectro amplo de manifestações psicológicas, como falha de memória, dificuldade de concentração, dores de cabeça, fadiga mental, desorientação e dificuldade de encontrar as palavras certas.

Esse conjunto de sintomas tem sido tratado pela comunidade médica como síndrome pós-Covid, ou “névoa cerebral”, efeito que agrava ainda mais as dificuldades no retorno à normalidade para as pessoas que conviveram com o vírus.

Mais tempo em casa, maior produtividade?

Boa parte das empresas aderiram ao home office, o que por um lado foi bastante benéfico às pessoas. Porém essa nova rotina trouxe também novos desafios para esta parcela da população.

Não bastassem os efeitos da “névoa cerebral” dos que convivem com os efeitos persistentes da Covid-19, quase ninguém tem conseguido se adaptar sem alguma dificuldade cognitiva.

É comum ouvir relatos de dificuldade de concentração para tarefas básicas como ler ou trabalhar, principalmente por longos períodos. Vivemos em um estado coletivo de distração quase constante, o que afeta diretamente nossa produtividade nas atividades de rotina.

Esse novo cenário aumentou a necessidade de foco durante o expediente, fazendo com que as pessoas busquem por alternativas rápidas para garantir mais disposição, energia e concentração ao longo do dia. É aí que entram em jogo algumas soluções nutricionais.

Como a nutrição pode ajudar na saúde cognitiva?

Para muita gente o bom e velho cafezinho é uma boa opção na hora de aumentar o foco, mas não precisa ser a única.

É possível desenvolver produtos gostosos, práticos, saudáveis e nutritivos com ingredientes em doses equilibradas que saciam e ajudam a trazer o foco que a rotina multitarefas nos exige.

Confira alguns micronutrientes que combinados entre si são capazes de aumentar o estado de alerta, trabalhar a favor da ativação cerebral, reduzir a confusão mental e promover raciocínio rápido e claro:

COLINA  É considerada uma vitamina fundamental para funcionamento do nosso cérebro e está presente em diversos alimentos, como carne, aves, peixes, laticínios e ovos.

Sua principal função está relacionada ao impulsionamento da produção de acetilcolina, uma substância química que intervém diretamente na transmissão de impulsos nervosos, acelerando a produção e liberação de neurotransmissores, o que faz com que se tenha melhor memória e maior capacidade de aprendizado.

COMPLEXO B – As vitaminas do complexo B como a niacina (vitamina B3), ácido pantotênico (vitamina B5), piridoxina (vitamina B6), ácido fólico (vitamina B9) e cianocobalamina (vitamina B12) são conhecidas por aturarem no metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas, auxiliando na produção de energia ao corpo.

Mas além disso elas também participam no processo de transmissão de impulsos nervosos. Sem estas vitaminas, a síntese de neurotransmissores – sustâncias essenciais à comunicação entre neurônios – fica comprometida, o que dificulta o correto funcionamento cerebral.

A deficiência das vitaminas deste complexo pode causar ansiedade, fadiga mental, falhas na memória, falta de atenção, irritabilidade, nervosismo, depressão e insônia.

VITAMINA E – Devido às suas propriedades antioxidantes, a vitamina E desempenha um papel muito importante na proteção do Sistema Nervoso Central, e pode ser associada na prevenção ou na redução do declínio da cognição.

ZINCO – É um mineral que, entre inúmeras funções no organismo, também contribui para a manutenção de uma função cognitiva normal. Graças às suas características antioxidantes, o zinco tem a capacidade de neutralizar a ação dos radicais livres.

No nosso cérebro, ele não só ajuda a melhorar a capacidade cognitiva em geral, reduzindo a fadiga e aumentando o foco, como também pode prevenir o mal de Alzheimer.

MAGNÉSIO – Esse mineral poderoso contribui para o funcionamento adequado do sistema nervoso, e da função psicológica, já que participa na transmissão de impulsos nervosos, aumentando a capacidade de memória e de aprendizagem.

Esses e outros nutrientes podem ser adicionados a praticamente qualquer tipo de alimento, bebida e suplemento alimentar para agregar valor ao produto e trazer funcionalidade.

Seu desafio é desenvolver produtos com o apelo de reforço cognitivo?

Entre em contato com os nossos especialistas e descubra um mundo de opções.

Esta gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Comentários

Deixe um comentário

Categorias

Ultimos Posts

Fale com nossos especialistas

Neste ato autorizo expressamente que a Empresa MCassab utilize meus dados para fins publicitários. Fico ciente ainda que caso queira qualquer informação sobre meus dados, irei utilizar o canal de LGPD da Empresa.

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba gratuitamente os conteúdos Nutror

*Neste ato autorizo expressamente que a Empresa MCassab utilize meus dados para fins publicitários. Fico ciente ainda que caso queira qualquer informação sobre meus dados, irei utilizar o canal de LGPD da Empresa.